About



Nathalie Edenburg, mineira de Juiz de Fora, nasceu no dia 13 de abril de 1992, já morou em NY (eleita a cidade favorita), Paris e Tóquio e coleciona muitos desfiles, campanhas e editoriais. Começou a carreira de modelo aos 14 anos, seguindo os passos da mãe – Patrícia Teixeira – que foi modelo na década de 80.
Height:5' 10 '' (1,79cm)
Bust:(85 cm)
Waist:(60cm)
Hips:(90 cm)
Shoes:8 (39)
Eyes:Green
Hair:Brown
Agências:
Marilyn - New York
Marilyn - Paris
Prime Talents - Brasil

Entrevista (12/09/2008)

[e]: Nathalie, conta pra gente como foi o teu início de carreira?

Nathalie: Minha mãe era modelo também nos anos 80. Então ficou fácil porque ela conhece todo mundo do meio, como o Zeca, dono da minha agência. E assim ela foi me apresentando. Ela sempre me apoiou, sempre me deu força, me ensinou a desfilar, me ajudou sempre com roupa, com tudo. Eu também sempre quis ser modelo e isso ajudou muito.

[e] Sua mãe sempre te acompanha nos trabalhos?

Nathalie: Até agora ela me acompanha em todas as viagens. Eu peço para ela me dar assistência, me dar força, porque é muito complicado. A gente tem de ir de um desfile para o outro correndo, aí chega em casa, às vezes não dá tempo de comer, fazer comida. Chego muito cansada, ela me ajuda, faz comida pra mim, faz massagem. Acho que é muito importante eu estar com minha mãe. Pelo menos agora. Pode ser que daqui há um ano talvez eu comece a viajar sozinha, mas espero estar sempre com ela.


[e]: A tua carreira acabou decolando no exterior. Como aconteceu isso?


Nathalie: Fiz um Fashion Rio e um São Paulo Fashion com 14 anos. Aí teve aquela história que proibiram meninas menores de 16 anos desfilarem. Fui viajar para o Japão, fiquei 2 meses lá. Foi ótimo! Quando voltei, fiquei um tempo aqui, mas depois eu fui pra Nova York. Foi uma boa temporada. Fiz o NY Fashion Week e uns editoriais bem legais. Depois disso voltei para o Brasil, fui pra Nova Iorque de novo, fiz mais materiais e em maio deste ano eu estava lá novamente, quando fiz um editorial para Elle Itália, para Vogue Teen e uma campanha em Los Angeles.

[e]: Quais os trabalhos que você fez foram mais gratificantes?

Nathalie: O desfile pra Channel. Foi super legal, eu percebi que eu tava ali no meio de tops conhecidas mundialmente, eu olhava, ficava um pouco tensa, mas foi tudo ótimo, adorei fazer. E entre os editoriais mais legais acho que foi o que eu fiz pra Vogue Teen de julho deste ano, que foi pulando num trampolim. As fotos ficaram bem legais.

[e]: O que você gosta de fazer nas horas vagas?

Nathalie: Eu adoro andar de patins. Sempre quando eu estou em Nova Iorque e tenho um tempinho vou ao Central Park. Sábado e domingo fica sempre um DJ lá tocando e todo mundo anda de patins em volta da quadra. É muito legal. Tem patins lá no apartamento, aí eu vou lá com a minha mãe. Mas o que eu mais gosto nesse mundo é viajar, poder conhecer diferentes lugares. É sempre muito bom, porque é uma oportunidade única. Eu já fui para Tóquio, para Paris, para Nova Iorque e para Los Angeles. E tenho muita vontade de voltar.


[e]: O que você pensa pra sua carreira e seu futuro?

Nathalie: Eu realmente gosto de modelar, quero continuar essa carreira até o máximo que eu puder. No futuro eu penso em fazer faculdade, de Nutrição, porque eu gosto muito de me cuidar, gosto de ter uma alimentação saudável, gosto de ajudar os outros nesse sentido. Eu já morei com modelos também que não comem, morei com uma menina que só come grãos. Enfim, isso me incentivou para talvez eu ser uma nutricionista de agência, ajudar as modelos, porque tem muitas modelos que não tem uma alimentação muito boa. Mas eu quero continuar a ser modelo, vou me dar ao máximo nessa profissão, porque é realmente isso que eu quero da minha vida, e eu adoro.

Fontes: Lilian Pacce e Estilo Samira Campos

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More